sexta-feira, 30 de março de 2012

Nocaute!

Ex-boxeador Popó bate forte em Tião Viana, diante da recusa de receber donativos arrecadados em jogo beneficente.

Assista ao vídeo

Mais uma isca com anzol preparada pela oposição que o peixe-grande, cada vez mais cego, morde!

Lobo

quarta-feira, 28 de março de 2012

A Defesa de Caim

Há uma história por trás do crime que chocou Cruzeiro do Sul, que ainda que não justifique a maneira brutal como foi cometido, ajuda a entender o que leva um ser humano a cometer tal violência.

Leia a reportagem

O "Caim do Ramal 3" é natural de Chapecó, no oeste catarinense, Jorge deixou sua terra natal aos 4 anos de idade. Desde então tem vagado com a família por diversos estados: Mato Grosso, Amazonas, Rondônia e por último, o Acre.

Nos dois últimos anos, Jorge estava cuidando da propriedade de seu irmão Gerônimo, ausentado pelo período.

Segundo testemunhas, Gerônimo ao retornar teria expulsado Jorge de suas terras, sem direito a nada. Moradores do ramal 3 afirmam que Gerônimo vivia ameaçando de morte o seu irmão Jorge.

“Era com a espingarda na mão e o terçado, na outra”, disse Jorge à nossa reportagem.

Visivelmente confuso e trocando as palavras, Jorge na verdade alega legítima defesa no caso.

“Eu só matei por que não tinha outro jeito, porque se tivesse, eu não teria feito. Se eu não tivesse tirado a vida do paciente (?) ele tinha tirado a minha”.

Uma moradora que não quis se identificar, disse que se for chamada irá testemunhar a favor de Jorge “ele matou para não morrer”, disse.

O Caim bíblico por Saramago

O escritor português José Saramago, propôs uma nova interpretação do mito de Caim e Abel.

Para ele, a disputa entre os irmãos pelo amor de Deus e a preferência manifesta por este por Abel, seria a raiz da relação excludente que os hebreus fazem de sua relação com o divino, em relação aos outros povos. Relação que é reforçada em Moisés com a idéia de "povo escolhido "e transmitida ao cristianismo pelo velho testamento.

O motivo da discórdia fora que Caim ofertara frutas ao senhor, mas este teria desprezado o presente. A recusa é interpretada pela maneira pouco auspiciosa da fumaça das frutas lançadas ao fogo. Abel por outro lado, lança ovelhas ao fogo e a fumaça sobe em uma grande coluna, interpretada como "aceitação".

Saramago explica que a tal "coluna" não se deve a nenhum efeito "sobrenatural" e simplesmente ao contato da gordura do animal com o fogo. (Quem nunca viu isso no "churrasco"?)

Uma análise antropológica avaliaria que o texto bíblico é na verdade uma simples afirmação do modo de vida pastoril sobre o antigo modo caçador-coletor.

Caim, revoltado pela relação privilegiada de Abel com o "Todo-Poderoso", parte para a agressão e mata Abel.

Caim, é expulso da convivência de seus pares, mas é "presenteado" com uma mulher (que o velho testamento não explica de onde veio) e com um sinal que lhe garante "imunidade".

Na verdade, a punição ao assassinato de Abel, mais parece um prêmio: com sua mulher e "imunidade" sai pelo mundo pré-diluviano afora. O sonho de qualquer mochileiro. Caim é o aventureiro paleolítico. (Se fosse hoje, ganhava ainda uma moto com o tanque cheio)

Moral da história: deus não gosta de "frutinhas".

terça-feira, 27 de março de 2012

O Caos na Criação

Diante da impossibilidade de se negar a evolução das espécies, teólogos agora se esforçam para encontrar evidências de uma inteligência superior dirigindo o processo da evolução. Contudo, o sistema proposto de "design inteligente" ao excluir o "acaso", exclui um princípio caro a muitas tradições: Caos Criativo.

Tenho acompanhado pela internet os crescentes debates entre "criacionistas" e "evolucionistas", especialmente nos EUA.

É incrível, para não dizer, ridículo, que a "nação mais importante do planeta" tenha posturas extremamente reacionárias, como no episódio que culminou com o ensino do criacionismo nas aulas de ciências. Um tamanho retrocesso que tem sido combatido por professores corajosos como o físico Dr. Neil de Grasse Tyson.

Acreditar piamente que o mundo possa ter sido criado em seis dias (como haveria contagem do primeiro dia, se o sol e a terra ainda não haviam sido criados), que a Terra tenha somente pouco mais de 4 mil anos (?) e que todas as atuais espécies de animais tenham sido colocados dentro da Arca de Noé, nos dias de hoje não é mais inocência é a pura estupidez mesmo. Estupidez, perigosa, até diria.

E nos EUA existem "doutores" que dedicam a vida a explicar por exemplo, por que os dinossauros não são citados na bíblia, ou porque os pobrezinhos foram excluídos do cruzeiro de 140 dias de Noé durante o dilúvio. Dilúvio que aliás, nunca foi universal, prova-nos a geologia.

Ensinar a Criação nas aulas de religião, é aceitável, tratá-la como científica nas escolas deveria ser considerado crime hediondo.

Design Inteligente

Em uma vertente mais moderada, teólogos-cientistas, em sua maioria estadunidenses, desenvolveram a teoria do "Design Inteligente". Eles aceitam am teoria da evolução, mas buscam evidências que possam provar que todas as mutações que culminaram no surgimento do homem tenham sido "dirigidas" por um Criador e não mero fruto do acaso como propõe Darwin.

Os seus defensores chegam a utilizar algorítimos matemáticos para determinar o grau de improbabilidade que poderia criar ao acaso, por exemplo, uma peça sofisticada como o olho.

No meu humilde entendimento, os defensores da teoria pecam por apegaram-se demasiadamente ao "deus do velho testamento" e não experimentar outros modelos de explicação, tentando traçar um paralelo com outras tradições.

Com isso, a idéia de um Criador acaba facilmente seduzida pela noção de um deus personalista, intrinsecamente Bom e instaurador da Ordem.

Sobre este tema, hpá um vídeo engraçadíssimo em que Deus e o Diabo fazem apostas sobre o resultado da criação. Esta foi a forma maliciosa que os detratores do conceito de design inteligente encontraram para explicar a grande quantidade de "caos" que é encontrado no nosso universo. O Diabo seria a figura que introduz o "Caos" no sistema.

Assita ao vídeo legendado "Altas Apostas" e ria muito.

Nesta linha de raciocínio, mais uma vez o físico Neil De Grasse explica de maneira brilhante, a predominância do caos e da desordem no nosso universo, na palestra que ele chama de "Design Estúpido".

O Caos Criador

É justamente por esta razão que "pecam" os defensores do "Design Inteligente", por imaginar um deus, pessoal, bondoso e ordeiro, como as ovelhas do seu rebanho.

Outras tradições, contudo, tratam o tema de maneira mais sóbria e no meu ponto de vista, mais realista.

Os Hindus por exemplo explicam a Criação como um fenômeno inintelígivel, inalcançavel pela mente humana, mas sugerem idéias fascinantes como a realidade ser produto do "Sonho de Brahma"(O Deus Criador na tradição Hindu). Ao invés de simplesmente darem explicações ao estilo conto de fadas a tradição dos Yogues convida a explorar o tema com a propria consciênvcia através da meditação. E alertam: a mente criadora é LOUCA, para os nossos parâmetros humanos. A noção de alguns meditativos, inclusive, é a de que vivemos não em um universo criado, mas CRIANDO. Ou seja, o processo de criação é praticamente infinito, sujeito ao que eles chama de "respiração de Brahma". O ateu Carl Sagan se utilizou da metófora hindu para explicar o efeito de expansão e contração do universo. A tradição dos índios Yaqui, a qual pertenceu Dom Juan, Mestre de Carlos Castañeda, explica que o Universo compreensível ao homem é apenas uma parte de emanações luminosas de uma fonte que é totalmente incognoscível. E também trata desta possibilidade de que a realidade não é algo pronto, mas em constante criação.

Entre as tradições Africanas, o mito da criação é particularmente interessante. Olorumaré, é o Criador Supremo, inalcansável e incognoscível. Olodumaré cria Seres Divinos e delega a eles a missão de continuar a missão de co-criação da vida. Oxalá (Deus do Céu, o Bem Supremo, conceito que mais se assemelha a visão do Deus Cristão) é incumbido do cargo, mas tem dificuldades e não consegue ir muito adiante. Para que tenha sucesso na tarefa, Olurumaré designa o Exu, arquétipo do caos, da contradição e também da realização.

Na Mitologia Nórdica também há espaço para o seu "Deus do Caos". O ardiloso Loki, retratado muitas vezes de maneira caricatural, tem nos contos originais, importancia e respeito como "senhor do fogo"(há um paralelismo também com o mito grego de Prometeu, o desafiador dos deuses)
Em outras palavras significa dizer que o aspecto aparentemente "caótico" da realidade, é assim como Loki, tão perigoso e necessário quanto o próprio fogo.

Algumas narrativas tratam-no não como a um vilão, mas como aquele que cria e inventa saídas onde parece não mais haver.

Não é de admirar que ambas figuras mitológicas tenham sido demonizadas para ocuparem o lugar do "diabo" cristão.

Por tal explanação podemos intuir o quanto significou para a psiqué humana a amputação maniqueísta que sofremos desde cedo em uma cultura que por não compreender muito bem
o papel do "caos incompreensível" opta, por satanizá-lo.

Recuperar o valor do "caos criativo" pode significar entre outras coisas, encontrar portas e caminhos aonde parece não havê-los.

Polícia Federal investiga denúncia, mas não encontra irregularidades em obra da prefeitura

Agentes da Polícia Federal estiveramno final da tarde desta segunda-feira na praça da COHAB para investigar denuncias de supostas irregularidades na execução da obra de construção.

Na tarde de ontem, o delegado determinou a busca da documentação da Tomada de Preços que foi efetuada pelos agentes na Comissão Permanente de Licitação da prefeitura para análise e averiguação.

Hoje pela manhã, os responsáveis pela obra prestaram depoimento na Polícia Federal. Nossa equipe de reportagem conversou hoje pela manhã com o Delegado da Policia Federal Milton Neves. O delegado afirmou que após os depoimentos foi esclarecido de que não havia irregularidade no uso de máquinas da prefeitura, pois segundo o contrato da obra, a prefeitura ficara responsável por entregar a área somente após a terraplanagem e que portanto as máquinas da prefeitura estariam realizando este serviço.

domingo, 25 de março de 2012

Desagradando a gregos e troianos

Parece que estamos em uma era em que qualquer tentativa de se tomar um posicionamento crítico em relação aos acontecimentos é penalizada com rótulos dos mais variados.
Em Cruzeiro do Sul, não é diferente.

Em um período em que antecede ao debate eleitoral todo e qualquer posicionamento tende a uma polarização, que muitas vezes cega a percepção das próprias nuances que compôem a realidade.

O que era para ser um debate de idéias, valores e projetos, descamba para a mais simplória troca de acusações tão racional quanto o ódio visceral que põe em lados opostos, flamenguistas e vascaínos.

Tenho procurado, na medida do possível, tomar posicionamentos mais ponderados sobre ambas as facções políticas que disputam o poder no estado, e mais especificamente, no município.

E nisso, não cabe hipocrisia. Minha fomação ideológica é de esquerda, por isso é natural que minhas simpatias políticas tendam à esquerda.Contudo, estaria sendo negligente com minha profissão, função e mesmo cidadania se deixasse de enxergar no que se converteu a FPA. Primeiro que de fato, não existe FPA. Existe uma cúpula petista que usa os demais partidos para ampliar o seu poder. Na FPA, o que é do PT, é do PT e o que é da FPA, também é do PT. É o velho lema "o meu é meu e o teu é nosso".

Como deixar de falar sobre o perigoso precendente que quer abrir o senador Aníbal Diniz?
Anti-democrático ainda é pouco para classificar o seu pedido de um novo referendo sobre aquilo que já foi decidido.

No entanto, ele continua recebendo aplausos imoderados de setores da cúpula, enquanto outros seus correligionários, se calam diante do medo de possíveis represálias.
Perpétua Almeida (PCdoB) classificou a ação como um "atentado à democracia".

Flaviano Melo (PMDB), fez melhor e disse "o senador tem que primeiro ser votado, para aprender a respeitar o voto do povo".

A decisão do senador é um claro demonstrativo de que não há mais respeito à democracia.

***

Mas vamos ao debate municipal. Vagner Sales está com a bola toda, fazendo campanha do jeito que gosta, nos ramais e seringais, entregando barcos, equipamentos. Vagner conhece a política do Juruá na palma de sua mão. Tem autonomia para fazer e decidir. E a FPA?

Continua esta ridícula subserviência que coloca as decisões que dizem respeito à Cruzeiro do Sul, nas mãos da 'capital'. Muitos militantes daqui, me desculpem, mas agem como gatinhos que pensam que são tigres.

Ninguém ainda sabe quem é o candidato. César continua dizendo que não é candidato, Henrique sumiu e não acompanha nenhuma agenda governamental, que poderia beneficiá-lo. O nome de Zequinha Lima bem poderia ter sido melhor trabalhado, mas até mesmo sua nomeação demorou a sair e herdou uma representação da SEE bem menos autônoma do que na época do antecessor Zé Maria. Acompanha as agendas de Tião, o professor Marcelo Siqueira que mesmo a despeito de suas qualidades pessoais, não teria chance contra o veterano Vagner Sales. Quatro anos, e a FPA não definiu quem vai ser o candidato em Cruzeiro do Sul. É este o compromisso político da FPA (leia-se PT) com o Juruá?

E sabem quem tem poder decisão para indicar o candidato em Cruzeiro do Sul?

Pasmem: o mesmo senador Anibal Diniz. De repente uma pessoa que não tem identificação nenhuma com o Juruá tem o poder de decidir quem será o seu governante nos próximos 4 anos.

Diante deste cenário, me desculpem, mais uma vez, mas mesmo a política "atrasada" e "assistencialista" de Vagner Sales, tem mais legitimidade do que o teatro de fantoches que estão ensaiando.

***

Sou um eleitor. Vou votar no Vagner?

Deixa eu pensar um pouco...

-Minha cidade está esburacada, sua principal obra caiu.

-Não cumpriu a maior parte de suas promessas de campanha.

-Reclama da "falta de apoio" mas teve como primeira atitude comprar uma briga por vaidade pessoal por conta de uma estátua.

-Prometeu um telecentro aberto aos jovens no clube samabaia e o fez na sede do seu partido.

-No dia seguinte à maior alagação de Cruzeiro do Sul, saiu da cidade para fazer campanha.

Mas, Vagner também trabalhou. Foi feliz na escolha de sua equipe. Ampliou a rede municipal de ensino...

No entanto, basta andar na cidade para se verificar que o que foi feito ainda está muito aquém das necessidades do muncipio e que os problemas, ao invés de diminuir, aumentaram.

Quero alguém que tenha esta visão, ou melhor, que a construa com a população e que sobretudo tenha compromisso com o futuro da cidade e não apenas com o seu mandato.

Por isso não me venham com um bonequinho de ventríloco com suas falas escritas pela Compania de Selva. Não me convence. Quero um candidato que me prove que tem boas propostas para a minha cidade, que tem mais compromisso que o atual prefeito e não alguém que "é bom" simplesmente porque aprendeu a fazer o jogo do poder.

sábado, 24 de março de 2012

"Podem passar a sacolinha"

E já que todo mundo está fazendo sua homenagem a Chico Anysio, vou fazer a minha também.
Se para Jairo Nolasco, do Jurubeba Juruaensis, o melhor personagem é Alberto Roberto,
Para mim, o que mais me marcou foi Tim Tones.

Em plena década de 80 o fenômeno do tele-evangelismo estava chegando no Brasil através de pastores dos EUA, que retransmitiam os seus propgramas em solo pátrio. A tão debatida "telogia da prosperidade" ainda estava passando pelo esôfago da antropofagia tupininiquim. Em menos de uma década o fenômeno do tele-evangelismo seria digerido e regurgitado diretamente na goela das "almas sedentas".

O quadro era engraçadissímo.O nome Tim Tones era na verdade uma paródia a Jim Jones, líder religioso fanático que conduziu 918 pessoas ao suicídio coletivo em uma comunidade na Guiana.
Tim Tones tinha dezenas de filhos: Teofilo, Temisocles, Teobaldo.... etc

Mas o momento mágico era aquele em que Tim Tones, gritava em tom quase sobrenatural

"Podem passar a sacolinha"

Assista ao vídeo

Neste link, outros personagens do saudoso Chico.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Um contra ponto à notícia da venda de direitos sobre terras indígenas

Foi veiculada na grande impreensa a notícia de que os índios Mundukuru do Pará, teriam vendido a uma empresa estrangeira, direitos sobre seu território. No corpo da matéria falava-se em creditos carbono (o que eu acho aceitável) e biodiversidade (o que eu acho temerário).

Quem quiser mais detalhes. Está aqui o link de uma das muitas reportagens sobre o tema.

O fato é que a noticia causou uma reação na sociedade brasileira, por entender que contratos desta natureza representam uma ameaça à soberania nacional.

Contudo, segundo texto de Raul Silva Telles, do Instituto Socio Ambiental, a matéria e o título, especialmente capcioso são parte de uma estratégia de setores da sociedade brasileira, em especial pecuaristas e mineradores, de se apropriar das terras indígenas.

"Para os que estão em busca de razões para tirar terra dos povos indígenas (há várias propostas legislativas nesse sentido), isso seria a demonstração de que não se deve deixar nas mãos de pessoas tão irresponsáveis pedaços tão importantes de nosso território."


E ainda completa, mostrando os interesses por trás da notícia, segundo ele, tendenciosa.

"Muito melhor seria deixar as terras públicas nas mãos de grandes produtores. Estes, embora também vendam muito do que produzem para multinacionais (Bunge, Cargill, Mafrig etc.), o fazem em nome do “progresso”."

Já deixei clara a minha posição sobre o tema no primeiro parágrafo do texto. E reproduzo aqui o link do texto de Raul Silva Telles, como um contraponto a notícia veiculada na imprensa nacional.

Talvez devessemos tomar um melhor conhecimento do que realmente está sendo negociado, sem o intermédio de uma mídia que já provou, em diversas ocasiões estar ao lado, por exemplo da Monsanto.



quinta-feira, 22 de março de 2012

Pastor engravida menores e afirma ter atendido pedido de anjo

José Pedro Santos garantiu que as meninas continuam virgens apesar de estarem grávidas

O "anúncio" de que o Espírito Santo precisaria de cinco mulheres para dar a luz a seus filhos foi o que motivou o pastor José Pedro Santos, de 60 anos, a abusar sexualmente de pelo menos cinco garotas na cidade de Pinheiro, no Maranhão. Das cinco vítimas do pastor, que são todas menores de idade, duas estão grávidas. A menina de 14 anos estaria no quarto mês de gestação, enquanto a de 15 anos estaria no oitavo.

No entanto, em depoimento à polícia após ser preso, o pastor negou que tenha abusado das meninas. Segundo ele, as duas garotas que estão grávidas receberam um verdadeiro "milagre".

Em entrevista à Rádio Mirante AM, a delegada da regional de Pinheiro, Laura Amélia Barbosa, explicou como funcionava este "milagre". Segundo a delegada, o pastor dizia que, certo dia, um anjo apareceu diante de seus olhos e o comunicou que o Espírito Santo estava em busca de mulheres para conceber os "salvadores do mundo".

E a história do pastor vai mais além. Após crescerem, estas cinco crianças se uniriam para destruir o "mundo dos pecadores" e construir um "novo mundo". Tanto que, durante seu depoimento à polícia, José Pedro Santos garantiu que as meninas continuam virgens apesar de estarem grávidas.

- Ele disse que foi um anjo que apareceu para ele e anunciou que cinco meninas iriam engravidar. E esse anjo mostrou uma coroa de fogo com o rosto das meninas dizendo que elas iriam engravidar do Espírito Santo. E então ele atribuiu isso a um milagre. Ele diz que as meninas são virgens e que tudo é um milagre de Deus. E essas crianças quando nascerem vão destruir o mundo dos pecadores e construir um novo - disse a delegada.

A delegada Laura Amélia Barbosa revelou, ainda, que já começou a ouvir as duas meninas que estão grávidas.

Segundo ela, as garotas dizem que os filhos que esperam são frutos do Espírito Santo. Mas confirmam que mantiveram relação sexual com o pastor.

O pastor José Pedro Santos está na Delegacia Regional de Pinheiro. A delegada pediu prisão preventiva de 30 dias para ele.


Com informações de OGlobo

***

Em vídeo, as menores e seus pais confirmam a história do pastor. Agora só DNA mesmo para provar se as crianças são filhos dele ou do Espírito Santo.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Missão Suicida

O senador Aníbal Diniz, PT continua agindo como se fosse um ajudante de ordem dos Viana. Agora ele cumpre a missão suicida de tentar a realização de um novo pleibsicito para "decidir" aquilo que já foi decidido.Se a intensão é realmente a realização do pleibiscito, ou simplesmente protelar ainda mais o assunto, só o sabem os bastidores.

A "justificativa", ou melhor, desculpa é que Amazonas e Pará não foram consultados.

Ora, se eles não foram consultados, consulte-os agora então, por que o Acre já o foi.

Caso seja aprovado, teremos uma situação intrigante: as populações do Amazonas e do Pará, muito maiores, irão decidir o horário que os acreanos devem acordar.

É evidente que o assunto é delicado, espinhoso e o senador certamente pagará o ônus político da enorme insatisfação que irá causar por solicitar da população acreana, que se manifeste novamente sobre um assunto que já foi consultada.

Mas não pensem que isto não é tudo meticulosamente calculado pelo PT. O senador pode usar assim seu mandato, de maneira suicida, como um "Kamikase" que atinge um porta aviões, mas morre na missão.

Os pilotos japoneses o faziam em honra ao imperador, e Aníbal, em honra de quem se lança contra o "porta-aviões da vontade popular?

***
Se a moda pega...

Vai ter gente querendo fazer de novo o pleibiscito sobre o desarmaneto.

Quem vai adorar a idéia serão os monarquistas que querem de toda forma, aprovar um novo pleibiscito para decidior a forma de governo. Com que argumento?

Sei lá, na hora a gente inventa.

terça-feira, 20 de março de 2012

Universo Paralelo


Por favor, não levem isto a sério ... é um mero exercício de imaginação ao estilo Watchman, Efeito Borboleta , etc... Pura brincadeira.

Chico Mendes não morreu. Na última hora ele mudou de idéia e fugiu de seus assassinos para a Bolívia.

Com isso os pecuaristas avançaram sobre o Acre, a devastação prossegue por todo o Vale do Acre. Da Bolívia, Chico Mendes organiza a resistência. Com o apoio da ONU, Chico Mendes vira uma espécie de Nelson Mandela, de Dalai Lama. Seu nome e fama crescem no mundo como exilado.

O Acre adota o mesmo modelo de desenvolvimento de Rondônia. Gado para todo lado. Os novos donos do Acre são pecuaristas paulistas, paranaenses, gaúchos, mineiros. O setor de comércio e serviços é dominado pelos rondonienses.

Hildebrando Pascoal é morto em uma ação de criminosos por disputa de poder na capital.

Edmundo Pinto termina o seu mandato e é reeleito para mais 4 anos. Através de uma parceria técnica com o Paquistão, tem início a exploração de petróleo em Cruzeiro do Sul.

É construído o Estádio de Futebol Coronel Hildebrando Pasqual em homenagem ao policial morto em ação.

Sem obras de infra-estrutura e com crescentes danos ao meio ambiente, Rio Branco se torna caótica. Intercalam-se períodos de alagação com secas terríveis. O crime organizado toma conta da capital.

A dobradinha Orleir Cameli e Jorge Viana vencem as eleições seguintes. Começa o processo de transfência da capital do Acre para Cruzeiro do Sul, que os riobranquenses jocosamente chamam de "República da Farinha".

Tião Viana torna-se tecnico de futebol do Rio Branco futebol clube e leva o time à primeira divisão. O "Estrelão" vence o Flamengo em pleno estádio "Hildebrando Pasqual". A mulktidão vai ao delírio. Dias de festa ininterrupta.

Orleir Cameli desiste da conclusão da BR 364 e aplica os recursos na Rodovia para Pucalpa. Com Petróleo e ligação rodoviária para o Pacífico a população de Cruzeiro do Sul cresce para 300 mil pessoas.

Tem início a grande obra de drenagem do segundo distrito, onde é construído o "Palácio dos Náuas". O petróleo atrai investidores sauditas.

Milhares de pessoas se convertem ao islamismo. No segundo distrito é contruída a Mesquita do Miritizal. Toda em aguano, cedro e louro e com arabescos em marchetaria a Mesquita do Juruá rivaliza com a Mesquita Azul de Isphahan.

O senador comunista Henrique Afonso tem uma revelação divina e em um sonho, o anjo Gibrail que lhe mostra a Caaba. Ele se converte ao Islã sob o nome de Mohamed Al Jabiin. Ele prega a aplicação do Alcorão e a Sharia como Código Penal mas a falta de pedras comproteme a pena de "apedrejamento" para o adultério. Al Jabiin propõe a susbtiuição das pedras por caroços de buriti para o cumprimento da sharia mas é admosteado pelos ortodoxos que lhe dizem "no Alcorão diz apedrejamento, não emburitizamento"

O Deputado Al Ani- Baal Djiin propõe a mudança do horário do Acre para o mesmo de Meca. "Assim todos podemos orar juntos com os irmãos".

Tendo sua administração prejudicada pelas chuvas, Vagner Sales não consegue se reeleger.

No entanto, sua administração tem um ponto de sucesso. O canil municipal, cuidado por um doente mental, da qual agora não me recordo o nome, torna-se exemplo para todo país. O rapaz pelo seu amor e compaixão pelos cães torna-se notícia nacional. Carinhosamente ele chama o canil municipal de sua "dogville" e é um dos motivos de orgulho de Cruzeiro do Sul, cantada nos versos do poeta Alberan Moraes.

Vagner Sales muda-se para Pucalpa e de lá segue para Nazca, no Peru, onde é eleito prefeito. Lá não chove e sua principal bandeira é um aqueduto trazendo água do Brasil para o deserto.

Depois de quatro anos tentanto sem sucesso, fazer chover no deserto e acabar com o problema de água em Nazca, Vagner não consegue se reeleger. Volta para Cruzeiro do Sul e monta um cevicheria de grande sucesso da qual, o Leandro Altheman deste universo paralelo, é assíduo frequentador.

Leandro Altheman deste universo paralelo não é jornalista. Ele é um tipo de advinho que vende sesu conselhos e previsões do futuro para políticos, empresários, apostadores e cornos em geral. Ele adapta a antiga tradição da necromancia (advinhação a partir do exame das entranhas do animal). Na versão juruaense, Leandro vê o futuro nas "tripas do bodó", pois segundo ele, não existe coisa mais enrolada do que a política. No entanto,sua vida não é fácil, tendo que escapar das perseguições dos fundamentalistas cristãos e muçulmanos. Ele prevê a volta de Chico Mendes, mas ninguém acredita.

***

Cruzeiro do Sul é conhecida como "Istambul das Selvas" com o primeiro distrito cristão e o segundo, islâmico.

Janeiro de 2012. O Acre vive a maior seca de todos os tempos.

Pela primeira vez, o rio Acre seca completamente. A água é racionada e caótica Rio Branco é tomada por gangues que fazem tráfico de água.

Cristãos e Muçulmanos acusam-se mutuamente pelo "castigo dos céus". Em meio ao caos, Chico Mendes retorna, pela primeira vez ao Acre.

Concidência ou não, chove no mesmo dia em que Chico Mendes volta ao estado, o que é visto por muitos como um "sinal dos céus" unindo cristãos e muçulmanos.

Chico Mendes é aclamado Imperador do Acre.

segunda-feira, 19 de março de 2012

Megalomaníacos da Ayahuasca

Por algum mistério que me foge ao conhecimento, esta postagem esteve bloqueada pelo google durante meses e por outro mistério, voltou ao ar, sem que eu nada fizesse à respeito.

Meu objetivo com este post não foi o de atacar ou denegrir a imagem de ninguém, embora obviamente isto tenha ocorrido. O principal objetivo é alertar aos irmãos ayahuasqueiros, tantos discípulos quanto mestres, da perigosa viagem do ego proporcionada pela bebida, e dos riscos que existem na medida em que se afasta de seu contexto original e que com estas distorções se aproxima perigosamente a resultados semelhantes às denominações evangélicas e religiões de massa. Mantidas as proporções, os estragos sociais deste uso da ayahuasca, certamente serão bem menores do que o das igrejas neo-pentecostais, contudo, no campo individual acredito que o estrago possa ser ainda bem maior e tornar a todos nós, usuários deste bebida, alvos fáceis da mídia conservadora, das autoridades e das próprias igrejas que crescem desordenadamente pelo país. 

Os comentários anônimos estão bloqueados. se alguém se sentir ofendido com algum dos que lá já estão (anônimos), basta solicitar, e eu prontamente irei retirá-los.

Segue abaixo a postagem original

***

É muito fácil criticar os outros. Isto todo mundo sabe. Seitas evangélicas com seus pastores picaretas, se tornaram alvos fáceis pela própria disputa comercial entre eles.

E para "Não dizer que não falei de flores" resolvi mostrar, aqui no blog TerraNauas, também dois megalomaníacos que utilizam a ayahuasca para finalidades no mínimo suspeitas.

Um deles é o auto-denominado "Gideon dos Lakotas", padrinho da Igreja "Céu Nossa Senhora da Conceição".
Ex-policial, Gideon ganhou notoriedade ao detratar publicamente a o CEFLURIS - uma das principais vertentes da doutrina do Santo Daime. É verdade que talvez pode ter prestado um serviço denunciando abuso de drogas por membros da doutrina, em seu livro Santo daime Revelado. Mas passou do ponto ao generalizar e tornar-se inimigo de sua antiga escola.

Ele próprio afirmou que estava "construindo um templo lindo e enorme capaz de comportar até 1.000 pessoas. Depois iniciaremos a construção de um alojamento para 1.000 leitos e banheiro com suporte para 1.000 usuários." Afirmou também o próprio que recolhe por semana uma renda de até 24 mil reais. Pouco se comparado com os picaretas do mundo evangélico, mas uma fortuna quando se tratam de cerimônias desta natureza.

Cerimônia para mil pessoas, não é xamanismo, é religião de massa!

Mas Gideon foi desmascarado pelos próprios Lakota, que escreveram uma carta repudiando o uso de seu nome. Gideon jamais esteve entre os Lakota, ou aprendeu com os sábios deste povo. o uso do nome "Lakota" é portanto uma mentira e um ultrage à memória deste povo.

___________________________________________________________

Outro megalomaníaco do mundo ayahausqueiro é Joaquim José de Andrade Neto, o "Joaquinzão". Joaquim fora membro da UDV, mas saiu e fundou sua propria seita.

(Nossa, já ouvi esta historia em algum lugar!).Joaquim, entre outras coisas tentou patentear os nomes: UDV, Hoasca, Samaúma.

Tem os seus méritos como humanista e defensor da liberdade religiosa, mas pisou na bola pela soberba.

Segundo membros da UDV Joaquinzão teria afirmado em sessão que era a reencarnação do Rei Salomão. para quem não sabe, os ensinos do Rei Salomão são um dos pilares da doutrina da UDV, o que faz dele uma espécie de "Inri Cristo" da Hoasca.

Haja ego!

___________________________________________________________________

Fica evidente que em nenhum destes dois casos, o foco é o enriquecimento pessoal, mas sim algo muito mais perigoso que é alimentar a "viagem do ego".

Qual a diferença entre Valdemiro Santiago e Edir Macedo?


A Rede Record continua sua tarefa de eliminar os concorrentes. Primeiro foram os pentecostais. Agora é o ex-pastor da IURD Valdemiro Santiago.

Meu Deus, como é que alguém de deixa enganar por um sujeito daqueles? Só falta estar escrito da testa: PICARETA.

Mas qual de fato é a diferença entre Valdemiro Santiago e seu Mestre Edir Macedo?

Será que o discípulo superou o mestre?

Valdemiro Santiago demonstrou que aprendeu muito bem os métodos de extorsão em nome da fé.

Mas ele foi um pouco além, como prova seu envolvimento com armas de grosso calibre para o crime organizado.

Ainda assim, não é essa a principal diferença entre os dois.

Valdemir Santiago é apenas um idiota ambicioso, cujo sonho de ser fazendeiro se tornou possível graças a fé de milhares de otários.

Na verdade não tenho assim tanta pena dos seus fiéis. É gente que quer tomar uma "pílula da salvação", ou um carimbo no passaporte par ir para o céu. Não querem ter trabalho.

Cada ovelha tem o pastor que merece.

Edir Macedo, contudo não é apenas um "idiota ambicioso" ele almeja muito mais além. Sua ambição não é ter fazendas e jatinhos, coberturas de apartamento, iates. Edir Macedo quer mais.

Edir Macedo quer o Brasil, e quem sabe, o mundo.

Sua megalomania pode ser percebida em seus templos suntuosos, espalhados pelos cinco continentes. Ele quer destruir a Rede Globo, o que poderia ser um grande serviço para o país, mas ele o quer apenas para substituir uma tirania pela sua própria.

Para ele, grupos pentecostais pequenos e "fazendeiros da fé" como o tal Valdemiro, são incômodos que devem ser destruídos.

O problema é que Edir Macedo tem poder para tornar real o "sonho" de parte da comunidade evangélica brasileira de termos "um Brasil para Cristo".

Neste momento faço minhas as palavras do pastor da Igreja Batista Betesda, Ricardo Gondim: "Deus nos Livre de um Brasil Evangélico"!

sábado, 17 de março de 2012

Dançarino nas Teias da Realidade IV

Olho ao meu redor e reconheço a loucura do mundo.

Estou agora em um camarim de teatro. Os atores se preparam para entrar em cena. Uma atriz se maquía em frente ao espelho, enquanto outra, se afasta em direção ao palco.
Estou bastante nervoso, pois ainda não sei qual o papel que devo desempenhar.

Entra no camarote um ator, trajando um terno verde e um chapéu tipicamente irlandês. Ele caminha como se dançasse sobre uma corda bamba. Balança seu corpo de um lado para o outro, revelando com seus gestos, a fragilidade daquilo que parece sólido.

Seus gestos elegantes e ao mesmo tempo patéticos, me divertem por alguns minutos enquanto ele caminha daquele jeito trôpego.

Ele chega até mim e faz uma mesura com o seu chapéu, tirando-o da cabeça. Com o chapéu na mão, ele começa a falar:

- Sabe, estes índios são mesmo muito inteligentes... Você sabe porquê?

- Não...porque?

- ... Você se lembra de como chegou até aqui?

- Não, não me lembro!

- Então é porque você deve estar sonhando... eu contudo, me lembro de cada passo que caminhei para chegar até aqui e estar falando com você, aqui neste camarim. O que significa que provavelmente eu não estou sonhando!

- E como isto é possível, eu estar sonhando e você não? Se eu estou sonhando, você é apenas parte de meu sonho!

- Sim, você está certo. Contudo eu me lembro de cada passo, o que significa que esta deve ser a minha realidade, o que faz de você, parte de minha realidade, enquanto eu, sou apenas parte de seu sonho... Estranho, não?

Perplexo, fiquei em silêncio por alguns segundos. O "ator irlandês" logo emendou:

- O que nos remete à minha primeira pergunta. Sobre porque os índios são inteligentes.

Eles são inteligentes pois souberam desde o princípio que o que cria a noção de realidade é a continuidade, ou seja, a memória. Por isto, os vasos e utensílios domésticos, com seus inocentes desenhos não servem apenas para carregar água, mas para carregar memórias específicas que podem ser acessadas.

Com o treinamento adequado, eles podem não apenas caminhar sobre uma única linha de tempo e espaço, mas pular de uma para outra, literalmente dançando entre as teias que compõem o tecido da realidade.

- O que me leva a este chapéu...

Tirou o chapéu e examinou-o o fundo, como se tivesse por ele o mesmo carinho que por um animal de estimação.

- Bem, não são apenas desenhos que podem criar estes efeitos na memória. Sons e cheiros também. Eu particularmente gosto dos cheiros...

Tirou um pequeno frasco de um perfume e espalhou-o pela parte de dentro do chapéu. Em seguida pegou um outro frasco com um conteúdo esverdeado e também passou-o.

- Sabe, os cheiros mais poderosos para mexer com nossas memórias, são justamente aqueles que não têm cheiro de nada... tome, é para você!

Deu-me o seu chapéu.

Coloquei-o sobre a cabeça e percebi como se tivessem sido pingadas em minhas juntas gotas daquele mesmo perfume. Minhas articulações ficaram soltas e meu corpo começou a dançar quase que involuntariamente, como se recobrasse a memória de já ter algum dia dançado aquela mesma canção. Lembrei de cada passo que havia dado para chegar até ali, o que fazia daquele sonho, minha realidade.

De posse da minha memória, entro no palco e interpreto o meu papel como se nunca tivesse feito antes qualquer outra coisa na vida.

***

Para ler os episódios anteriores clique aqui:

Dançarino nas Teias da Realidade

sexta-feira, 16 de março de 2012

Paquistaneses em Cruzeiro do Sul

Recebemos a visita de dois paquistaneses aqui na Rádio e TV Juruá. Com seus trajes típicos chamaram a atenção dos funcionários que olhavam supresos para suas vestes.

Conversei com eles com meu sofrível inglês. Foram bastante simpáticos e aparentemente o objetivo de sua viagem é divulgar o Islã e buscar adeptos.

Demonstraram interesse em procurar em Cruzeiro do Sul, famílias descendentes de sírios e libaneses, aparentemente porque talvez acreditem que estes seriam mais propícios a abraçarem o Alcorão.

***

Um pequeno parêntese. Puxando pela memória, lembro-me que conheci sim, um islâmico "cruzeirense": na verdade o libanês sr. Ibrahim Murad.

Conversei pouco com ele. Uma das poucas coisas de que me lembro foi de que disse que os filhos por serem do mesmo sangue do pai, teriam para o islâmico, um valor maior do que suas esposas.

Falou também que em seu país natal, O Líbano, havia uma comunidade radical cristã, os drusos.

Na verdade os drusos parecem ser uma comunidade religiosa que prega uma espécie de mescla entre islamismo, cristianismo, gnose e filosofia grega.

Mas o que não esqueço mesmo era do carneiro que seu Ibrahim fazia assado...

***

Bem, voltando aos paquistaneses, elss pediram licença para utilizar o banheiro da rádio para as "abluções". Trata-se do procedimento islâmico de lavar as mãos e o rosto antes da oração.

São cinco orações diárias, todas no mesmo horário e voltadas para Meca.

Logo em seguida sacaram uma bússola, que indica a localização aproximada de Meca.

Estenderam um tapete no chão e fizeram a sua oração, que durou cerca de 2 minutos.

Já li muita coisa sobre o islamismo até porque é um fenômeno religioso que tem implicações importantíssimas tanto para a história da humanidade, quanto na atualidade.Ainda assim foi pela primeira vez que ouvi da boca de um islâmico os pontos fundamentais de sua religião.

Um deles é que o islamismo é um monoteísmo puro,que não permite, por exemplo, a idéia de trindade.

***

Monoteísmo

Mais um parêntese. Eles não fizeram quaisquer menções depreciativas ao cristianismo. mas tive a impressão de que perto do monoteísmo islâmico, o cristianismo não parece assim tão monoteísta. Afinal de conta, prega-se uma trindade, e a idéia de um filho de deus que ressuscita deve lhes parecer bastante estranha e supersticiosa.

Ainda assim, as referências à Jesus e à Virgem Maria no Alcorão são sempre respeitosas. Seus nomes, assim como como de todos os profetas vem acompanhado da exortação: "Que Deus esteja com ele", que é o mesmo sinal de respeito destinado a Maomé.

Idolatria

Sobre a "idolatria" os islâmicos também são severamente muito mais rigorosos que os cristãos. Entre os cristãos o uso de imagens tornou-se corriqueiro por diversos aspectos históricos e culturais na Europa, entre eles o analfabetismo na Idade Média, que praticamente obrigou o uso de imagens nas igrejas para que pudessem ser assim "lidas" pela população.

Mesmo os evangélicos se viram como podem, retratando cenas do Velho Testamento ou adotando símbolos judaicos.

Os islâmicos são em tese proibidos de retratar até mesmo o corpo humano, animais e plantas, pois segundo sua interpretação isto seria uma tentativa do homem de imitar à Deus.

A solução foi decorar as mesquitas com os chamadas "arabescos" versos do Alcorão em caligrafia requintada que somados à figuras geométricas criam um efeito visual estupendo.

***

Falaram-me sobre um conceito do islamismo que achei especialmente poético: disseram que Alá fez as almas todas em um único momento e que na hora da oração, em que todos os muçulmanos fazem ao mesmo tempo no mundo todo, é possível todas as almas se reconhecerem como irmãos.

***

Fiz questão de dizer-les que ainda que não seja um islâmico, respeito a sua religião e cultura.

Disseram que deveria tornar-me islâmico. Algo muito improvável.

Estou muita mais para o politeísmo hindu, ou para o panteísmo druídico , do que para o monoteísmo de qualquer uma das religiões abrâamicas.

Ainda assim, sendo um admirador da humanidade e da diversidade cultural e religiosa do nosso planeta, é impossível não reconhecer a verdade de sua fé e a beleza de sua tradição.

No momento da oração, senti de fato, algo muito forte. É indescritível, mas senti meu coração de fato, tocado no momento da oração.

Uma amiga minha que esteve na Turquia observou que no momento em que o Imã faz o chamado à Mesquita até os cães param de latir.

"Lá onde a terra pouco verdeia, para não se perder na areia, tem sempre a luz da candeia, do archote de Maomé"

Alabé de Jerusalém

Gostaria que os cristãos de seu país também tivessem o mesmo tratamento. Ainda que eu considere temerário atacar em um país de maioria islâmica, quaisquer um dos pilares fundamentais do Islã, sou sobretudo, um defensor da liberdade religiosa e de expressão.

Existem dois casos de ampla divulgação nas redes sociais de perseguição aos cristãos. Um deles é o pastor iraniano Youcef Nadarkhani, que está sendo julgado, não exatamente por ser cristão, mas por ter proibido seus filhos de estudarem o Alcorão. Em um Estado Teocrático como o Irã, a "blasfêmia" equivale à crime contra o estado.

No Paquistão a cristã católica Asia Bibi está sendo julgada por ter dito "Maomé está morto, Jesus está vivo" -frase de efeito bastante provocativa em um país de maioria islâmica, o que para mim, como humanista, não justifica a condenação. Um ministro cristão do governo de Islamabad tenta reverter a pena, mas Asia sofre ainda o risco de ser morta por grupos radicais. A "blasfêmia" é um crime previsto em lei desde 1986, período em que o regime passou a ser fortemente influenciado pelo fundamentalismo.

É preciso saber separar islamismo, de fundamentalismo. historicamente o islamismo foi mais tolerante que o cristianismo. Quando no ocidente, os cristãos queimavam livros gregos de filosofia, astronomia e matemática, os islâmicos o traduziam. Se hoje conhecemos as obras de Sócrates, Platão e Aristóteles agradeça aos islâmicos, especialmente os do Califado de Córdoba que o reintroduziram no ocidente. Na idade média, os médicos islâmicos faziam cirurgias complicadas para a época, enquanto os cristãos ainda estavam na base "expulsar demônios".

O fundamentalismo é um fenômeno moderno. Datado da década de 70, surgiu como uma resposta, uma reação aos regimes onde o petróleo alimentava o luxo de uma minoria de privilegiados que além de legarem a maioria da população a uma condição de miséria, praticavam uma total inobservância dos preceitos da tradição islâmica.

Reação também à crescente influência econômica e militar dos EUA no Oriente Médio, tendo como principal títere, o Estado de Israel.

***

Penso que a humanidade faria muito melhor se ao invés de tentar "ganhar" almas, buscasse os pontos essenciais de todas as religiões: o amor ao próximo. Conceito que está presente em todas as religiões e tradições do planeta.

***

Na verdade o Paquistão não é um país árabe. Sua formação histórica e étnica está totalmente ligada à Índia. Quando ocorreu a independência da Índia, a região de maioria islâmica acabou se transformando em um novo país, o Paquistão. Os dois países disputam a posse da região da Cachemira.

Alagação sem precedentes em Cruzeiro do Sul

As fortes chuvas do final da tarde desta quinta-feira causaram uma alagação sem precedentes no centro de Cruzeiro do Sul. A água entrou em boa parte das casas comerciais da parte de baixo da catedral.Segundo Corpo de Bombeiros choveu ontem à tarde o equivalente a uma semana de chuva.

Foto Juruá On Line.

Veja matéria de Genival Moura

A água também chegou na praça de táxi e o trânsito foi interrompido.

Próximo ao primeiro portal da avenida Mâncio Lima, a água do boulevard transbordou inundando a área em volta.

Nos bairros os prejuízos foram ainda maiores. Com o transbordamento de córregos a água entrou em diversas casas, danificando móveis e eletrodomésticos. Além disso, houve o desabamento de muros e barrancos nos muitos morros da cidade.

Mais 50 famílias estão isoladas no bairro Tiro ao Alvo. O acesso ao lixão foi prejudicado e o lixo está sendo depositado próximo à residências.

O fornecimento de energia elétrica ficou interrompido das 20:00 às 24:00.

Fotos retiradas do Facebook postadas por Gleidison Albano

***

Possíveis causas:

Além do óbvio: a forte precipitação também podem ser apontados outros fatores para a alagação desta quinta-feira. O entupimento de bueiros com lixo e restos de mato retirados pela prefeitura é um dos fatores apontados.

Outro também é o fato de que o rio Juruá apresenta forte cheia e o escoamento das águas pluviais para o rio torna-se mais lento.

O problema tende a agravar-se com o aumento da área impermeabilizada da cidade, leia-se, asfalto. Uma questão que tem que ser bem dimensionada pelos gestores públicos do município.

terça-feira, 13 de março de 2012

Tião Viana garante que serão tomados todos os cuidados sócio-ambientais na exploração de Gás e Petróleo no Juruá

Em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira à imprensa do Juruá, o governador do Acre Tião Viana (PT) garantiu que serão tomados todos os cuidados necessários na prospecção e possível futura exploração de petróleo na região.


"Desde já estão descartadas quaisquer possibilidades de exploração em áreas indígenas e unidades de conservação".

Ele se comprometeu a levar uma comitiva de jornalistas acreanos para a base petrolífera de Urucum, no Amazonas para ver de perto o modelo de exploração

"Precisamos desmitificar. Uma base como Urucum causa menos impacto ambiental do que um posto de lavagem."

Sobre o transporte do gás em oleodutos, que poderiam ser outra fonte de preocupações ambientais, Tião Viana respondeu:

" Vamos substituir o uso de óleo diesel nas termoelétricas. Só com isso vamos reduzir em mais de 60% as atuais emissões de carbono e através do linhão, que deve chegar em Cruzeiro do Sul ,em 2014, poderemos exportar na forma de energia elétrica".

O governador também falou sobre os possíveis benefícios de uma eventual exploração que em termos de royalities podem chegar a 1 bilhão de reais/ano.

***

Bem, a entrevista foi sobre muitos temas diferentes e não foi possível um aprofundamento maior nesta questão.
É certo que existe a preocupação do governo do estado em tomar todas as medidas possíveis para reduz os danos ambientais.

No entanto, ainda ficam algumas perguntas a serem respondidas.

1- O Governo do Estado terá o comando de um processo que pertence à ANP?

2- No caso do gás natural , a opção de exportá-la na forma de energia elétrica é inteligente e reduz um sério problema hoje que é o uso de óleo diesel, que além das emissões de poluentes, representa também um risco ambiental para o seu transporte e armazenamento. Mas no caso do petróleo fino, como se daria o seu escoamento?

3- Como seriam divididos os royallities no caso de exploração. Quanto caberia ao Estado e quanto ao(s) Município(s)?

Governador Tião Viana recebe 4 mil toneladas de calcário

O governador Tião Viana esteve na tarde desta terça-feira na Construtora Colorado para receber as 4 mil toneladas de calcário trazidas de balsa pelo empresário Orleir Cameli.

O calcário irá beneficiar 2 mil produtores da região do Vale do Juruá. Com a correção de acidez do solo, áreas degradadas pela agricultura serão tornarão novamente produtivas, diminuindo assim, a necessidade de desmatamento de novas áreas.

Cada produtor deverá receber duas toneladas do calcário. O cadastro dos produtores beneficiados é feito pelos Sindicatos de Trabalhadores Rurais dos municípios de Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima.

Segundo o secretário de agricultura e pecuária, Mauro Ribeiro o uso do calcário torna o solo produtivo por pelo menos seis anos.

segunda-feira, 12 de março de 2012

"A terra vai tremer"

Deve ter início em abril a explosão de cargas para a última fase da prospecção de gás natural e petróleo no Juruá, a chamada "sísmica".

As jazidas se concetram especialmente nos arredores de Cruzeiro do Sul e entre os rios Juruá e Liberdade.

O anúncio da prospecção foi feito através da agência de notícias do Governo do Estado.

Leia aqui.

Segundo o governador Tião Viana, o projeto seria substituir o uso de óleo diesel nas termoelétricas e exportar energia através do "linhão".

Muitas dúvidas ainda pairam sobre o projeto.

1- A quantidade é comercialmente interessante?
2- Caso sim, como exportar gás e petróleo? A linha férrea para Pucalpa teria alguma relação?
3- Haverá necessidade de produção de energia após a construção das hidrelétricas em Rondônia?
4- Quais serão realmente os impactos ambientais ? (lembrem-se, não estamos falando somente de "macacos", mas também da água que bebemos, do solo em que se planta, dos peixes que comemos, etc)

domingo, 11 de março de 2012

Prefeito de Marechal Thamaturgo-AC é preso em flagrante por lavagem de dinheiro

Leia nota oficial da Polícia Federal:


OPERAÇÃO MALTHA II: PREFEITO DE MARECHAL THAUMATURGO/AC PRESO PELA POLÍCIA FEDERAL

Cruzeiro do Sul/AC - Na manhã do domingo, dia 11, a Polícia Federal prendeu em flagrante Randson Oliveira Almeida, prefeito do município de Marechal Thaumaturgo/AC, e seu primo M. O., proprietário da Construtora Rio Amônia LTDA.

A prisão, pelo crime permanente de ocultação de bens, é resultado de desdobramentos da OPERAÇÃO MALTHA, cujas investigações foram iniciadas em setembro de 2011.

Entre os bens envolvidos no esquema criminoso, está a própria casa de Randson em Cruzeiro do Sul/AC, avaliada em quase um milhão de Reais após as reformas iniciadas logo após sua eleição em 2008 e ao longo do seu mandato. Embora a residência tenha sido nominalmente passada para a Construtora Rio Amônia, de seu primo, no final de Agosto de 2011, Randson continua sendo o real proprietário do imóvel. Ele teria colocado o imóvel em nome da construtora apenas para ocultar o bem e tentar evitar o perdimento em razão das fiscalizações que o município estava sofrendo. Menos de dois meses depois da "transferência", Randson foi afastado da prefeitura de Marechal Thaumaturgo em razão de Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Estadual do Acre por crimes contra a administração pública.

Pesa ainda contra o prefeito Denúncia do MPF - Ministério Público Federal, derivada do Inquérito Policial - IPL 100/2011-DPF/CZS/AC, por desvio de verbas do FUNDEB - Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação em valores superiores a três milhões de Reais em avaliação do TCE - Tribunal de Contas Estadual do Acre.

Os dois foram conduzidos de Marechal Thaumaturgo/AC para Cruzeiro do Sul/AC onde ficarão à disposição da Justiça.